A guerra entre Rússia e Ucrânia está transpassando o limite territorial e chega até os esportes. Depois da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) tirar de seu calendário o GP da Rússia, que cancelou seu contrato que iria até 2025, pede para pilotos e equipes russas que corram com bandeira neutra, para continuarem na  competição. Essa determinação também se estendeu para pilotos e equipes bielorrussas, aliados do governo russo. Já o Reino Unido que sedia uma etapa do automobilismo (F1 em Silvertone em julho), não permitirá que pilotos dos dois países, como Nikita Mazepin, piloto da Haas, e Robert Schwartzman (ex-Fórmula 2 e atual piloto de testes da Ferrari), e Alexander Smolya da MP Motorsport disputem o circuito. Mais: a Fifa também baniu a equipe russa das eliminatórias da Copa.

JOÃO ALBERTO