O jornalista Marcos Uchôa anunciou saída da Globo após 34 anos na emissora. Marcos realizou importante trabalho durante sua jornada na globo, fez coberturas de dez Jogos Olímpicos, oito Copas do Mundo e de oito guerras. “Fiz de tudo no jornalismo. Cobri Olimpíadas, Copas, guerras, revoluções, desastres. Mostrei muita gente fazendo muita coisa. Resolvi tentar fazer também. Sempre entrevistei o piloto, agora quero ser o piloto”, explica o jornalista, que já foi correspondente de Paris e Londres.

A saída de Marcos foi lamentada pelo diretor de esporte da emissora, Renato Ribeiro. “Não estamos falando de qualquer repórter, mas do repórter. Imagine um ídolo esportivo: Pelé? Senna? Michael Jordan? Phelps? Tyson? Ronaldo? Schumacher? Todos passaram pelo microfone dele. Foram 11 anos morando em Londres, quatro em Paris, oito guerras, tsunamis, Davos, G-7, G-20, Carnavais e 115 países conhecidos. Acima de tudo, Uchôa era um repórter de gente, um repórter que gostava e gosta de gente”, falou o diretor.

A despedida de Marcos Uchôa acontecerá no programa Bem Amigos, do SporTV, da próxima segunda-feira, dia 8, com Galvão Bueno, amigo com quem dividiu algumas coberturas importantes. O jornalista Marcos Uchôa falou mais sobre a decisão. “Uma das poucas profissões em que você melhora com o tempo é o jornalismo. Eu termino a minha carreira como um jornalista muito melhor. Agradecido e lisonjeado”, disse.